Translate

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

SUPRA DI MAURO MAIA, PORTO SEGURO



  O almoço executivo é um dos melhores da capital, com diversas opções de massas, carnes e pescados. O cardápio passeia por clássicos da cozinha italiana, com um destaque imperdível, que pode ser pedido como entrada ou prato principal: o agnolotti dal plin, com um molho de cozimento difícil de se comer do Oiapoque ao Chuí, perfeito para um Barbaresco, aliás, o vinho...



Continua em


http://pisandoemuvas.com/2018/01/10/supra-di-mauro-maia-porto-seguro/



PERFIS E OS DESAFIOS DA BOURGOGNE

``O coração de Khiem Le batia forte pelos Bordeaux até que, em uma noite de 1998, ele sentou-se no Carré des Feuillants, de Alain Dutournier, reputado pela sua extensa carta de vinhos com nomes de todas as regiões do Hexágono. Resolveu pedir o mítico Vosne-Romanée Cros Parantoux vinificado pela lenda Henri Jayer na safra 1987 por então 80 euros, uma fração do que custa hoje um dos mais caros rótulos do mundo do vinho. Toda vez que o sommelier servia um pouco na taça, uma dúvida martelava em sua cabeça: 1987 era uma safra menor na Bourgogne, como era possível o vinho ter tudo aquilo que ele sentia? Ao fim da refeição e da garrafa, a magia tinha tomado conta e ele tinha trocado Bordeaux pela Bourgogne.``








Continua em:


http://pisandoemuvas.com/2018/01/09/perfis-e-os-desafios-da-bourgogne/



QUANDO EDUARDO ZENKER VOLTA A VENDER VINHOS?

QUANDO EDUARDO ZENKER VOLTA A VENDER VINHOS?


 Na primeira semana de junho, o mundo de Eduardo Zenker virou de cabeça para baixo. Fiscais do Ministério da Agricultura bateram à sua porta em sua casa no centro de Garibaldi (RS) com uma ordem expedida pela Justiça e interditaram a Arte da Vinha, sua vinícola que funcionava na garagem de sua casa. Artesanalmente, ele produzia garrafas, primeiramente vendidas para amigos, depois comercializadas em pequenos lotes para o mercado. No máximo, quando o clima vai muito bem, ele tem capacidade para vinificar seis mil garrafas.



 Continua em:


 http://pisandoemuvas.com/2018/01/12/quando-eduardo-zenker-volta-a-vender-vinhos/